Como os meios de comunicação, as editoras e outras publicações já fazem uso do WhatsApp com sucesso

 em Histórias de sucesso, Messenger Newsletter

WhatsApp para empresas de mídia: Com o último anúncio de Mark Zuckerberg, sobre as mudanças no feed de notícias do Facebook, oferecendo menos alcance orgânico, a mídia precisa buscar possíveis alternativas. Por este motivo o marketing com aplicativos de mensagem deve ter um papel importante no futuro próximo. Esta forma de comunicação, como o WhatsApp, tem a vantagem de já estar disponível.

No artigo a seguir quero me aprofundar nos três principais aspectos em relação ao marketing através destes aplicativos (quantidade de usuários, desempenho e casos de sucesso).


Em cooperação com a empresa “Digital Publishing Report”, a MessengerPeople oferece um Webinar gratuito sobre o tema WhatsApp, Marketing com aplicativos de mensagem e Chatbots, a ser realizado no dia 21 de março das 13 às 14 horas.

Testar a solução da MessengerPeople agora. 14 dias grátis & sem compromisso!

Por que o WhatsApp é uma verdadeira alternativa ao Facebook, tanto para a mídia como para todos que trabalham com marketing de conteúdo?

  • É o aplicativo mais acessado no mundo e também na Alemanha
  • Comunicação em tempo real. Nenhum outro aplicativo permite mensagens push na tela de bloqueio. 95% de todas as mensagens via WhatsApp são visualizadas em 15 minutos.
  • Sem algoritmos! Isto permite que 100% dos destinatários recebam as mensagens
  • Alto desempenho: empresas de mídia e marcas comprovam taxas de clique em links entre 50% e 80% em determinados conteúdos

 


O três aspectos mais importantes do marketing com aplicativos de mensagem

1) Análise comparativa do crescimento do número de usuários: Facebook Messenger, Instagram, Snapchat, Twitter & WhatsApp

estadistica usuarios de aplicativos de mensagem

Aplicativos de mensagem x Mídias sociais (usuários ativos por mês)

A utilização do WhatsApp e do Facebook Messenger cresce continuamente. O número de usuários destas duas plataformas está, já a bastante tempo, acima dos tradicionais canais nas mídias sociais, como Instagram, Twitter, e também do Snapchat. Observando mensalmente, desde 2014, o número oficial de usuários do WhatsApp e do Facebook Messenger, é possível reconhecer a dinâmica através da qual os dois aplicativos ampliam seu alcance.

 


2) O marketing com aplicativos de mensagem apresentam, de forma consistente, as melhores taxas de desempenho.

Quanto ao desempenho, os aplicativos de mensagem não precisam temer comparações. Seja com as mídias sociais, com o e-mail marketing ou com os outros aplicativos. Observando o alcance médio: o Facebook, como já mencionado acima, tende a perder alcance rapidamente. No caso do e-mail marketing consideramos atualmente um alcance de 25%. E quanto aos outros aplicativos? Segundo um estudo, um terço dos alemães instalam em seus smartphones, menos de 9 aplicativos por ano, e 77 % destes aplicativos são desinstalados em no máximo três dias.

Vamos observar também as taxas médias de cliques:

  • No caso do e-mail marketing temos atualmente algo em torno de 3 %.
  • As mídias sociais comprovam 5 %, sendo considerada um boa taxa.
  • Nos clássicos anúncios “Ads”, uma taxa de 1 % é atualmente considerada satisfatória para todos.
  • Já os newsletters via WhatsApp apresentam incríveis taxas médias (CTR) de 35 %.

Aplicativos de mensagem “FTW” (For The Win)

esdadistica-messenger-marketing-ftw-en-stand-2018-08

3,7 bi – usuários ativos mensais dos 4 maiores aplicativos, 3,2 bi – usuários ativos mensais das 4 maiores redes sociais, 47% dos proprietários de smartphones utilizam regularmente apenas, O aplicativo mais utilizado é o WhatsApp, Aplicativos de mensagem:  Taxas de visualização de até 90% + Taxas de clique de até 50%
Fontes: MessengerPeople

 


3) Muitas empresas de mídia utilizam o WhatsApp

Emissoras de TV alemãs como Sky, RTL e ProSieben utilizam o marketing com aplicativos de mensagem de duas formas distintas. Além da distribuição de conteúdo para aumento do tráfego orgânico, um fator importante é o aumento da audiência. Isto é alcançado informando os telespectadores de forma rápida e direta sobre um determinado programa. Um bom exemplo disto, é o programa Galileo da emissora ProSieben, que utiliza diariamente seu newsletter via WhatsApp, para informar seu público sobre os temas do programa – e recebem em troca, por parte do público, uma atenção especial.

Além disso, o engajamento da “segunda tela” pode ser fornecido de forma fácil via WhatsApp. Direto e em tempo real, o telespectador pode ser acessado com perguntas, como por exemplo, qual participante do programa ele prefere. Isto só é possível atualmente, utilizando os aplicativos de mensagem.

Jornais regionais de publicação diária, como o Süddeutsche Zeitung ou o Washington Post, mas também jornais locais como o Augsburger Allgemeine ou o Schleswig-Holsteinische Zeitungsverlag (SHZ), estão em contato próximo com seus assinantes e interessados. Em plataformas maiores são fornecidas informações importantes, como a situação do trânsito ou informativos de órgãos públicos, como da polícia ou dos bombeiros. Desta forma é possível atingir com os aplicativos de mensagem um USP (Unique Selling Proposition) diferenciado. Segundo uma pesquisa do jornal Mindener Tagesblatt, aproximadamente 80% dos entrevistados disseram ter interesse em receber notícias via WhatsApp mais de uma vez por dia!

device-el-pais-1 device-el-pais

Várias revistas como Bravo, Gala, Bunte ou Cosmopolitan também descobriram as possibilidades das mídias online. Para as editoras de revistas o tráfego é de grande importância. Por exemplo, a revista Bravo utiliza o WhatsApp também como canal para gerar tráfego orgânico.

Plataformas online, como a Postillion, também utilizam o WhatsApp de forma ativa. As pessoas gostam de ler as notícias humorísticas e as recebem com prazer nos seus smartphones. As plataformas online podem incluir, com sucesso, o marketing com aplicativos de mensagem em seu mix de comunicação. Anika Bollow da plataforma online “Beziehungsweise” (na tradução literal “Formas de se relacionar”), diz que o portal de relacionamento do grupo, o “Parship”, apresentou um desenvolvimento positivo com a utilização do WhatsApp.

Entre as editoras de livros, autores e seus leitores rege um relacionamento especial. A aceitação de textos mais longos via WhatsApp, que adicionalmente reforça esse vínculo, é correspondentemente maior. Editoras, como a Carlsen, Hanser, Loewe e outras, utilizam o WhatsApp como opção para divulgar viagens literárias ou lançamentos de livros aos seus leitores.

Não apenas hits e músicas, mas também a troca de informações com os ouvintes deve fazer parte da realidade atual das emissoras de rádio. A comunicação via WhatsApp é bastante adequada para isso. Desta maneira, muitas emissoras, como a Radio NRJ, Radio Hamburg, Radio 7 e muitas outras, fornecem conteúdo atual e local aos seus ouvintes. Oferecem ainda aos ouvintes uma plataforma para a troca de informações e comunicação, podendo ainda coletar opiniões dos ouvintes para o próximo programa.

 


 

Para quais outros setores o marketing com aplicativos de mensagem é interessante?

É natural que o setor de mídia seja predestinado para a utilização do WhatsApp. Mas, da forma como o marketing de conteúdo ganhou importância nos últimos anos, marcas, lojas e associações, assim como partidos políticos, sindicatos, empresas B2B, seguradoras e bancos, também passaram a utilizar, cada vez mais, o envio de newsletters através dos aplicativos de mensagem.

 

Testar a solução da MessengerPeople agora. 14 dias grátis & sem compromisso!

 


 

Quer mais informações, know-how e casos comprovados? Então assine aqui nossas novidades gratuitamente pelos aplicativos ou aqui por e-mail.

 

comprasestrategia de conteudo